15082019 - Como Cape Town superou a crise hidrica que paralisou o pais

A Cidade do Cabo, também conhecida como Cape Town, na África do Sul passou por uma crise hídrica entre os anos de 2017 e 2018. Esse problema para a cidade não aconteceu do dia para a noite, ao longo dos últimos anos a região enfrentou uma forte escassez de chuvas que, somada ao constante aumento de consumo, culminou em uma crise sem precedentes.

As previsões eram que a cidade ficasse sem água a partir de abril de 2018, tornando o racionamento ainda mais rigoroso para a população. Porém, um período chuvoso foi suficiente para elevar o nível de água nas reservas para níveis aceitáveis, atenuando a situação.

Para evitar que a cidade voltasse a sofrer com a grave escassez, foram realizadas campanhas de conscientização como, por exemplo, a criação do “Day Zero”, que consistia em uma contagem regressiva que indicava a data em que as barragens que abastecem Cape Town chegariam aos 13,5 porcento, tornando necessário interromper inteiramente o abastecimento doméstico.

No caso da chegada do Day Zero, moradores seriam obrigados a buscar um volume restrito de água em um dos 200 postos de abastecimento que seriam instalados na cidade.

Os programas deram certo, e em um ano, levaram a uma redução de 93 milhões de litros do uso diário de água. O consumo, que antes era superior a 600 milhões de litros por dia, passou para 507 milhões de litros.

O envolvimento da população foi fundamental para essa economia, que se preocupou em reduzir o consumo e adotar entre suas atividades o aproveitamento de fontes alternativas como a água da chuva e o reúso da água.

Conheça algumas soluções da Hydro Z para consumo racional da água em: www.hydroz.com.br